Formação Em Daseinsanalyse

Processo de formação em Daseinsanalyse

Informações Gerais

- O interessado deverá preencher a ficha de inscrição e apresentar os documentos solicitados no Boletim de Formação, item Ib- Seleção de Candidatos.
- O candidato deverá escolher um orientador entre os profissionais referidos no boletim Formação.
- O candidato deverá encaminhar ao seu orientador qualquer questão ou dúvida para os devidos esclarecimentos, no início e no decorrer de seu processo de formação.

Sobre os custos

- Taxa de inscrição: R$ 100.00
 - Os custos referentes à terapia, supervisão não vinculada ao Projeto Alcance e orientação da monografia, deverão ser acordados diretamente com os profissionais escolhidos.
- Para a confecção do documento de conclusão do processo, haverá um custo a ser definido oportunamente.


Obs: O Boletim de Formação da Associação Brasileira de Daseinsanalyse pode ser encontrado abaixo.

ABD
 

Associação Brasileira de Daseinsanalyse - Formação

A ABD, continuamente, desde sua fundação, se propõe como centro de referência de Daseinsanalyse. Isto envolve:
• Reflexão e divulgação da Daseinsanalyse e da fenomenologia hermenêutica, destacadamente do pensamento de Martin Heidegger, de Medard Boss e de autores afins.
• Discussão do pensamento heideggeriano e interlocução com outras perspectivas teóricas nas áreas da psicologia, filosofia, educação e antropologia.
• Apresentação e explicitação dos fundamentos da prática psicoterapêutica daseinsanalítica.
• Formação de terapeutas daseinsanalistas.
• Fomento à formação continuada de terapeutas daseinsanalistas.
• Publicação da revista Daseinsanalyse.
• Atendimento e supervisão de atendimentos gratuitos coordenados no Projeto Alcance.

Membros efetivos da ABD:

Angélica Gawendo
Carlos Eduardo Freire
Danielle Pisani de Freitas
David Cytrynowicz
Edgard Armando Faya
Fernanda de Camargo Vianna
Helio Roberto Deliberador
Ida Elizabeth Cardinalli
Ivete Hashimoto
João Augusto Pompeia
Marcos Oreste Colpo
Maria Beatriz Cytrynowicz
Maria de Fátima de Almeida Prado
Maria Inês Guida
Maria de Jesus (Bilê) Tatit Sapienza
Rubens de Oliveira Borges Jr.

A - FORMAÇÃO DE TERAPEUTAS DASEINSANALISTAS

A formação de daseinsanalistas é considerada como um processo contínuo e individual.
A partir deste entendimento, para o processo de formação em Daseinsanalyse promovido pela ABD, os candidatos, independentemente de experiências anteriores, terão que cumprir as atividades discriminadas nas etapas a seguir:
I - Seleção de candidatos
II - Cursos e seminários
III - Prática
IV - Orientação
V - Terapia própria
VI -Trabalho escrito

I – Seleção de Candidatos

I a – Requisitos
1- O candidato deverá ter concluído os cursos de Psicologia e/ou Medicina.
2- O candidato deverá iniciar ou estar passando por processo terapêutico e de supervisão de atendimento clínico em Daseinsanalyse, com membro efetivo da ABD .

I b – Seleção
1- O candidato deverá preencher uma ficha de inscrição.
2- O candidato deverá apresentar uma carta explicitando o seu interesse pela formação em Daseinsanalyse, acompanhada de curriculum profissional. Nesta carta deverão constar as seguintes informações:
- Formação profissional: curso, instituição e ano de conclusão
- Descrição da atividade como psicólogo
- Histórico de supervisão clínica: nome do(s) supervisor(es), duração e modo de realização
- Histórico de psicoterapia pessoal: nome do(s) terapeuta(s), duração e freqüência de realização
- Trabalhos publicados e/ou apresentados em colóquios, simpósios, etc.
- Cursos freqüentados na ABD, com a respectiva duração.
- Outros cursos pertinentes
3- O candidato deverá passar por uma entrevista com a comissão de seleção, composta de dois membros efetivos da ABD.

Obs: Todos os casos que não estiverem em acordo com qualquer dos itens acima deverão ser analisados individualmente.


II - Cursos e Seminários
1- O candidato deverá freqüentar os cursos obrigatórios e complementares conforme a grade curricular oferecida pela ABD.
2- Os cursos obrigatórios são os que apresentam temas mais fundamentais para a prática daseinsanalítica e deverão preencher um mínimo de 300 horas, atendendo a um limite máximo de 2 cursos simultâneos.
3- Os cursos complementares, que ampliam as possibilidades de entendimento da Daseinsanalyse em setores mais específicos, são optativos e semestrais e deverão preencher 30 horas em cada semestre. O candidato deverá escolher pelo menos três cursos complementares ao longo de sua formação, o que totalizará um mínimo de 90 horas.
4- O candidato deverá participar, também, de seminários clínicos.

Obs. 1- Os cursos oferecidos em cada semestre serão comunicados com antecedência.
2- Para a formação em Daseinsanalyse, cursos anteriores poderão ser reconhecidos mediante análise da comissão de formação.

II a - Cursos Obrigatórios

1 - Fundamentos para a compreensão da terapia daseinsanalítica (30 horas em 1 semestre).
Este curso tem como objetivo introduzir as proposições da fenomenologia hermenêutica de Martin Heidegger como método de investigação e suas implicações fundamentais na prática daseinsanalítica como situação terapêutica.

2- O pensamento de Heidegger em Ser e tempo (120 horas em 4 semestres).
Este curso destina-se à leitura de Ser e tempo, abordando questões como homem, mundo, realidade e ser. Como na prática psicoterápica estas questões estão presentes, refletir sobre elas, buscando manter o característico rigor heideggeriano, é o que busca este curso.

3- Daseinsanalyse e a psicopatologia (60 horas em 2 semestres).
O objetivo deste curso é apresentar a noção de saúde, doença e etiologia, assim como descrever patologias, como as denominadas transtornos depressivos, compulsivos e esquizofrênicos, a partir do enfoque fenomenológico-existencial, em especial a Daseinsanalyse de Medard Boss.

4- Daseinsanalyse e a psicoterapia (60 horas em 2 semestres).
O objetivo deste curso é apresentar a Daseinsanalyse, como processo terapêutico compartilhado e compreensivo, a partir do pensamento fenomenológico-existencial, especialmente de
Medard Boss.

5- Leitura dos Seminários de Zollikon I (30 horas em 1 semestre)
A proposta deste curso é orientar a leitura dos seminários desenvolvidos por Martin Heidegger junto a médicos e psicoterapeutas, alunos de Medard Boss, a fim de promover o entendimento das questões fundamentais do pensamento heideggeriano e a discussão de suas implicações na prática da medicina e da psicoterapia.

Obs. A programação dos cursos obrigatórios será encaminhada pelo professor responsável, devendo estar de acordo com os objetivos acima descritos e considerados necessários para a formação de terapeutas daseinsanalistas.

II b - Cursos Complementares

1- Estudos de textos de Heidegger.

2- Questões da terapia daseinsanalítica.
Este curso procura compreender a prática da terapia daseinsanalítica como decorrência de pressupostos gerais da fenomenologia e do pensamento de Martin Heidegger em especial.

3- Leitura dos Seminários de Zollikon II
A proposta deste curso é orientar a discussão de temas que foram desenvolvidos nos diálogos entre Martin Heidegger e Medard Boss - 2a parte do livro Seminários de Zollikon - e suas implicações na prática da medicina e da psicoterapia.

4- Daseinsanalyse e Infância
Este curso tem como objetivo apresentar a Daseinsanalyse como perspectiva terapêutica com crianças e discutir as principais especificidades desta abordagem.

5- Psicofarmacologia básica
Este curso discutirá o sentido da medicação no horizonte do homem como Dasein e a eficácia e os efeitos mais diretos ou colaterais dos medicamentos psiquiátricos mais usuais.

Obs. Outros cursos poderão ser oferecidos em caráter optativo.

II c - Seminários Clínicos

Visando a troca e o aprofundamento do entendimento da prática daseinsanalítica, durante o período de sua formação, o candidato deverá participar de encontros para apresentação e discussão de casos clínicos. Pelo menos uma vez, o candidato deverá fazer uma exposição de um atendimento realizado por ele.

III - Prática

III a - Atendimento clínico

1- O candidato deverá realizar o atendimento clínico de no mínimo 3 (três) pessoas, num período não inferior a 3 (três) anos. Pelo menos um dos casos acompanhados deverá ter a duração contínua de, no mínimo, um ano.
2- O atendimento clínico, neste período, deverá ser supervisionado por um membro efetivo da ABD, salvo especificidades apresentadas pelo candidato.
3- Alguns desses atendimentos poderão ser realizados junto ao Projeto Alcance.
4- O candidato comprometer-se-á a realizar o atendimento dos pacientes encaminhados pelo Projeto Alcance até o seu encerramento, independente da conclusão de sua formação.
5- A mudança de terapeuta do paciente encaminhado, pelo Projeto Alcance, somente será possível com a anuência do supervisor.

III b - Supervisão

1- O objetivo da supervisão é exercitar a compreensão e a ampliação do entendimento da experiência do paciente situado em seu próprio existir e o acompanhamento das peculiaridades e singularidade próprias da continuidade de um processo terapêutico
2- A supervisão, realizada por membro efetivo da ABD ou reconhecido por esta Associação, deverá ocorrer:
- em grupo, composto de outros candidatos, com duração mínima de 100 sessões e que poderá acontecer junto ao Projeto Alcance.
- individual, com duração mínima de 100 sessões.

IV - Orientação

O candidato deverá ser acompanhado, em seu processo de formação de
terapeuta, por um orientador escolhido entre os membros efetivos da
ABD, com o qual não tenha vinculação terapêutica

Obs. Os orientadores seguirão critérios comuns para os encaminhamentos necessários, sempre observando a singularidade de cada candidato.

V- Terapia Própria

1- A experiência pessoal do processo terapêutico na abordagem daseinsanalítica é considerada parte essencial da formação em Daseinsanalyse. Tal experiência deverá ser realizada com um dos membros efetivos da ABD .
2- A estimativa da duração da própria terapia em Daseinsanalyse para o desenvolvimento do candidato é de, no mínimo, 200 horas/clínicas.

VI - Trabalho Escrito

1- Durante sua formação, o candidato deverá apresentar uma monografia que reflita o atendimento clínico baseado na sua própria experiência e nos estudos realizados e/ou que desenvolva uma temática específica.
2- O desenvolvimento desta monografia deverá ser acompanhado por um orientador de trabalho.

C - DOCUMENTO DE CONCLUSÃO
No final do processo de formação, promovido pela ABD, o candidato receberá um documento descritivo das atividades realizadas (cursos, seminários, atendimentos clínicos e supervisão) com a duração de cada uma delas.